APP que muda idade e gênero está de volta, mas usuários questionam sua privacidade

Faceapp — Foto: Reprodução/Google Play

O Faceapp traz uma grande tecnologia em seu aplicativo, o mesmo virou febre em 2019, utilizado por um público global, trazendo diversão e entretenimento. Famosos têm utilizado o app para se divertir com seus fãs por meio das redes sociais, assim como o cantor Eminem e tantas outras celebridades do mundo.

Mas muitos usuários estão relembrando que em 2019 o APP acabou virando polêmica, com relação a segurança dos dados de seus usuários, principalmente por não ter especificidade nesta parte e deixar lacunas. Os termos de privacidade eram do tipo “CTRL C + CTRL V”, copiados de outros contratos existentes na internet, e a origem da empresa fabricante era duvidosa.

 

 

Nova política de privacidade do Faceapp

Em dezembro de 2019, o Faceapp atualizou sua política de privacidade, por conta da política repercutidas entre os usuários, e esta política pode ser lida em Português (PT-BR).

Esta nova política é mais específica, ela informa que o Faceapp coleta informações sobre o uso do aplicativo, redes sociais que podem ter sido usadas como forma de login, dados do aparelho e informações de navegação on line no serviço da empresa ou em sites e aplicativos de terceiros.

Sobre as fotos, o Faceapp coleta apenas a imagem que o usuário escolheu modificar e que aplica criptografia, com chave armazenada no dispositivo. (Significa que apenas o dispositivo que pode ver a foto é o dispositivo que fez o upload da imagem), diz a política de privacidade, esclarecendo que o app não pega fotos da galeria do usuário. Informações associadas às imagens (chamadas de metadados) são deletadas, segundo o Faceapp.

Mas o Faceapp envia meus dados para alguém ou não?

Sim, o app diz em seu contrato que compartilha as informações dos usuários com afiliados, provedores de serviços, parceiros publicitários, redes sociais e outros negócios (muitos têm medo desse “outros negócios“). De acordo com a política, o aplicativo pode vender, transferir e até compartilhar alguns ou todos os ativos do negócio, incluindo informações pessoais dos usuários, caso seja comprado por outra empresa ou abra falência por exemplo.

Nos novos termos, o Faceapp passou a incluir uma possibilidade de exclusão de informações, na área de suporte do aplicativo. Os dados das imagens e as fotografias enviadas são excluídas automaticamente entre 24h e 48h depois da última edição.

O Orkut voltou

O site do Orkut voltou nessa quarta-feira e causou alvoroço nas redes! A nostalgia tomou conta da web, principalmente por conta das comunidades, ponto forte da plataforma.

Leia mais »